Fontes de Informação

Coleção Adolpho Lutz

  • Apresentação

    Biblioteca Virtual Adolpho Lutz é um desdobramento do projeto “Adolpho Lutz e a história da medicina tropical no Brasil”, da Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz. O projeto é apoiado por diversas instituições: Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto Adolfo Lutz (de São Paulo), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq, e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro – Faperj. Conta, também, com o incentivo de parlamentares da bancada fluminense: Jandira Feghali, Fernando Gabeira, Alexandre Cardoso, Miro Teixeira e, especialmente, Jorge Bittar e Florisvaldo Fier (Dr. Rosinha). Recorremos também ao Programa Nacional de Apoio à Cultura, do Ministério da Cultura (Lei n° 8.313 de Incentivo à Cultura, de 23.12.1991), e, com seu aval, obtivemos patrocínio da Eletrobrás – Centrais Elétricas Brasileiras S.A.

  • Trajetória de Lutz

    TRAJETÓRIA: apresenta a história de Adolpho Lutz – em família e como clínico, sanitarista e cientista – com textos associados a imagens e documentos. Cada fase de sua vida compreende diversas páginas em html com três tipos de links. Os links externos remetem a websites dedicados a instituições, personalidades e temas citados no texto. Os internos relacionam-se a páginas da própria BV, contidas em outros segmentos. Remetem, por exemplo, a resumo ou versão integral de correspondência, ou a artigo científico citado no texto sobre a trajetória de Lutz. Por último, links de contextualização levam a páginas da BV que aprofundam determinados temas. Aquelas dedicadas a “Origens Familiares”, por exemplo, remetem a outras com informações sobre Berna e sobre a escola suíça fundada pela mãe de Adolpho Lutz no Rio de Janeiro.

  • Obra Científica de Lutz

    OBRA CIENTÍFICA: este segmento oferece ao usuário textos científicos completos de Adolpho Lutz. Aqueles escritos em alemão foram traduzidos para o português. Os textos em francês ou inglês foram mantidos nesses idiomas. Os trabalhos publicados ou inéditos em português tiveram sua grafia atualizada, e alguns de maior relevância ganharam versão em inglês. Além da caixa de buscas que recupera qualquer informação desejada no segmento, o usuário encontra uma ordenação dos trabalhos por décadas ou por temas (dermatologia, micologia, protozoologia, entomologia etc.). Seja qual for o caminho tomado, depara com resumo de cada trabalho, em português ou inglês, com link para a versão fac-similar e/ou texto completo em português, em formato PDF.

  • Correspondência de Lutz

    CORRESPONDÊNCIA: contém a correspondência ativa e passiva de Adolpho Lutz com pesquisadores, sociedades e instituições científicas nacionais e estrangeiras. O usuário tem acesso a resumo de cada item da correspondência, com link para o documento completo, tanto a versão fac-similar, como o texto decifrado e digitado ou a tradução para o português, quando o original é em alemão. A recuperação de informações se faz aqui também pela caixa de buscas ou por séries. São ordenadas por correspondentes, remetendo-se o usuário a curtas biografias deles; ou por períodos, que combinam diversos remetentes e destinatários, dando ao usuário visão abrangente dos interesses e interlocuções de Adolpho Lutz em determinados momentos de sua vida.

  • Sobre Lutz

    SOBRE LUTZ: o segmento reúne textos sobre Adolpho Lutz escritos por discípulos, memorialistas, jornalistas, médicos e cientistas sociais. Além de livros, artigos e discursos, inclui trechos de entrevistas com pesquisadores que conheceram Lutz e que se referem a aspectos interessantes de sua personalidade ou de sua produção intelectual. Este segmento conterá os inventários dos três mais importantes fundos documentais concernentes ao personagem que dá nome a esta biblioteca virtual, sob a guarda do Museu Nacional (UFRJ), da Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto Adolfo Lutz (SP). Alguns textos reproduzidos aqui dizem respeito às coleções zoológicas e botânicas formadas pelo cientista, de valor inestimável para o estudo da biodiversidade brasileira. Os principais depositários dessas coleções são a Fundação Oswaldo Cruz e o Museu Nacional da UFRJ.

  • Imagem e Som

    IMAGEM E SOM: traz a documentação audiovisual concernente ao cientista, abrangendo fotografias, desenhos, gravuras, trechos de filmes de época em que Lutz aparece ou que tenham relação com seu trabalho e, ainda, gravações alusivas a sua trajetória.

  • Galera Teen
BVS

Fundação Oswaldo Cruz/Casa de Oswaldo Cruz
Serviço de Gestão da Informação e Serviço de Tecnologias da Informação
Avenida Brasil, 4036 – sala 414 – Manguinhos – Rio de Janeiro – RJ – Brasil CEP 21040-361
Tel: (0xx21) 3882-9143 Fax: (0xx21) 2573-1408